Computação

QR Codes são realmente seguros?

Tempo de leitura: 7 min

Salve, programador(a)! Mais uma vez estamos aqui para trocarmos uma ideia sobre um tema que pode te inspirar ainda mais na sua jornada de programador(a).

Tenho certeza este texto vai acrescentar ainda mais na sua caminhada de programador(a). Antes de iniciar a nossa conversa. Inscreva-se em nosso canal Luaverse, no youtube também e receba muitas dicas de programação e tecnologia.

Se inscreva na nossa newsletter para não perder nenhum artigo do nosso blog.

Amigo(a) leitor(a), hoje iremos falar acerca de uma prática cada vez mais comum no uso dos celulares: o uso de QR codes. Percebemos como eles estão presentes no nosso dia a dia, principalmente, por exemplo, nas propagandas televisivas, nas redes sociais que são meios que possibilitam se fazer uso dos QR:codes. Mas será que são todos confiáveis ? Há uma garantia de que todos são seguros ? Acompanhe-nos e entenda melhor.

Nunca ouviu falar de QR codes ?

Nos últimos anos, principalmente, com a chegada do Pix, este recurso digital ficou passou a ser mais usado, em muitos comerciais televisivos ou em restaurantes que possuem até cardápios que podem ser acessados de forma digital. Pronto, lá está aquela quadrado se escaneia.

Sabe aquelas barrinhas estáticas com códigos que comumente podemos encontrar em vários produtos físicos, por exemplo, nos supermercados na compra dos produtos. A lógica é a mesma.

Agora imagine ter a oportunidade de tirar uma foto, por exemplo, e ela te “projetar” em uma outra URL de forma instantânea para acessar algo que você realmente deseja. Os QR codes fazem isso. Essa característica prática fez com que este código virtual fosse adotado por muitas empresas de vendas e isso potencializou um grande aumento de marketing de muitos produtos.

Leia também: Uma história do Linux, uma timeline completa

Falando nisso, os QR codes (que possuem como uma das suas traduções “código de resposta rápida”) são, de forma bem objetiva, códigos de barras que escaneamos para que com isso sejamos direcionados às páginas da web daquele QR code específico. De forma bem objetiva é um código virtual 2D, que guardam dados e agilizam acessos mais rápidos, tudo isso pode ser feito por aparelhos digitais. Para isso, é necessário um celular com câmera e que baixe um aplicativo “leitor para QR code”.

Sabemos da sua utilidade, mas eles são seguros ?

QR codes: a segurança não é uma regra

Amigo(a), leitor(a), podemos deduzir que existe uma segurança quando são produzidos por revistas conhecidas, meios de comunicação famosos que possuem seriedade no que fazem. Mesmo assim, isso não é um receita de bolo que deve ser seguida à risca. Porque não se consegue adivinhar ou ter um noção de total segurança para que tipo site você estará sendo direcionado.

É pensando nisso que sugerimos que tenham muita atenção quando forem escanear QR codes, principalmente, em locais abertos e movimentados. Na verdade qualquer local público pode-se ter alguma propaganda de um produto que o induza a escanear aquela imagem que poderá direcioná-lo a páginas com temáticas bem diferentes do que estavam na propaganda. Estes sites podem ser:

  • Falsos, phishing; usam sites similares aos confiáveis para induzir o usuário a fornecer os dados pessoais ou números de cartão de crédito;
  • conter códigos, softwares maliciosos (malware).

Notem que muitos são os riscos que podem acontecer ao se escanear QR codes de forma aleatória ou sem conhecer a fonte, sua seriedade e confiança. Escanear sem qualquer segurança é um convite de Hackers para terem acesso ao seus dispositivo.

Cabe ressaltar que não são os QR Codes que possuem vírus. Não há perigo em tê-lo, o que deve-se fazer é observar se aquele link que você irá entrar pelo QR code é seguro.

A maioria dos casos ocorre com QR Codes impressos, porque para modificar um código QR digital é preciso comprometer a estrutura que foi feita a criação do QR Codes. Isso tornaria a ação mais difícil de ser feita. Mas aqueles QR Codes impressos, por exemplo, qualquer um pode colocar, por cima de uma imagem que possui um QR original, ou seja, colocar um falso QR codes que possui um QR malicioso por meio de um adesivo. Muitos fazem isso de uma maneira que as pessoas não consigam perceber.

A partir disso, uma das sugestões é que se evite escanear QR codes impressos e até os virtuais, quando você for fazer esse escaneamento, observe se, depois da leitura, é pedido para instalar algo no celular; quando for fazer transferências, observe se os dados são os que foram informados, por exemplo.

É um recurso que fez a diferença neste momento de pandemia, porque muitos não podiam sair de casa e ele se tornou uma alternativa viável. Mas essa praticidade chamou a atenção de muitos cibercriminosos que os manipulam e eles podem saber onde você está localizado, saber seu telefone pessoal e fazer ligações falsas em nome de “bancos”. São inúmeras possibilidades que os cibercriminosos podem ter acesso se você entrar em sites maliciosos.

Entenda as características de um QR Codes

O QR Codes é geralmente associado aos sites, mas ele também pode realizar outros comandos.

São inúmeros os recursos. Vamos citar alguns:

  • Realização de chamada;
  • Compartilhamento de sua localização para outro aplicativo;
  • Agendamento de um evento, reunião ou outro compromisso no seu calendário;
  • Guardar uma rede que você tenha preferencia de Wi-Fi com credenciais para conectá-lo automaticamente;
  • Salvar contatos;

Estes representam alguns exemplos e não todos.

Como é estruturado um QR Codes?

Os códigos QR são formados por várias categorias como: espaços reservados, zona silenciosa, dados e logotipos opcionais. Quem teve a oportunidade de ver um, sabe que os dados do QR Codes representam um conjunto de pontos em uma dentro de um quadrado. Os pontos se referem ao “um” e o espaço que está em branco refere-se ao “zero” formando um código binário, formando códigos com números, letras ou os dois, o que inclui o uso de URLs.

Dados

No geral esses códigos são utilizados em quadrados pretos com um fundo branco. Essa estruturação melhora a visualização e distinção dos pontos. Mas essa característica não é específica. Porque os QR Codes possuem a possibilidade de utilizar outra cor, forma de utilizar os pontos ou fundo de imagem.

Marcadores

Os marcadores de posição são aqueles pequenos quadrados colocados no canto superior esquerdo e direito, inferior esquerdo que aparecem ao vermos um QR Codes. A função deste marcador permite possibilitar que com a câmera do smartphone ou qualquer outro aparelho quando se tira a foto, você digitalize-o.

Zona silenciosa e logotipo

Como já falamos, os QR Codes são marcados por espaços que estão em branco que é a chamada zona silenciosa que tem a funcionalidade de facilitar para o computador a identificar onde começa e termina o QR Code. Neles também é possível que a pessoa que o está fazendo crie um logotipo que fica no meio, por exemplo, vamos dizer que você possui um site de programação ou faz vídeos sobre o assunto, neste caso, você pode criar um QR Codes com um logotipo de sua empresa que os irá direcioná-los diretamente ao que deseja, mas essa logotipo é opcional.

Para quem não conhecia, agora ficou mais prático entender como esses códigos funcionam.

É importante também mencionar que esses QR Codes são feitos com redundância de dados. Isso quer dizer que se 30% dos códigos não sejam fáceis de interpretar, ainda assim, esses dados podem ser resgatados. Isso pode ocorrer por uma eventualidade de uma logotipo obscurecer os dados dos códigos e como ele possui redundância do código QR podem ser resgatados pelas áreas ausentes que sobram. Isso ajuda a não comprometer o seu link que está ali armazenado para direcionar o seu produto para um cliente, por exemplo. É um aspecto que o torna flexível, versátil para vários públicos. Falando em versatilidade, o QR Codes pode ser criado por diferentes maneiras. Vamos vê-las:

  • Google Chrome

De forma simples é só escolher o navegador, entrar na página que você tem a intenção de compartilhar e buscar no “menu” aqueles três pontos no Browser. Depois procure por “compartilhar” clique e escolha a alternativa “Código QR”. Agora e só clicar em “fazer o download “ e o QR Codes será baixado em formato de foto e você poderá compartilhar com qualquer pessoa.

  • QRbot

Caso você esteja pensando se há alguma possibilidade pelo celular, existe sim.

No Play Store, e faça o download do app gratuito “QRbot”. Depois de instalar, busque a aba “Criar” e escolha a categoria que você deseja compartilhar como “sites, contatos, acessos de Wi-Fi, eventos de agenda e outros”. Simples e prático

  • Programando em Python

Sabia que a linguagem de programação, Python, possui uma biblioteca disponibilizada para gerar imagens QR Code. Você pode instalar usando o pip. Vamos conhecer um pouco dele.

Esse módulo possui o nome de “PyQRode” como é escrito em Python, para quem programa usando esta linguagem, facilita. Mas quem não tem tanta prática nela, pode também gerar QR codes.

esse módulo age na maioria dos processo de construção de QR Codes. Suas configurações são possíveis de serem controladas de forma manual, o que difere de muitos outros geradores. Com essa possibilidade de manuseio, o programador pode estabelecer quais sãos as propriedades que ele quer que estejam no seu código QR. Isso deixa o seu trabalho mais prático para atender o que você precisa.

Além disso, eles podem ser salvos em SVG e PNG (por meio do pypng), porque o mais comum é em texto. Uma informação relevante é que eles podem ser projetados em grande parte dos terminais do Linux.

Para você usar o PyQRCode é necessário ter o Python 2.6, Python 2.7 ou Python 3. Se quiser baixar o Pypng para produzir arquivos em PNG quando for compartilhar os QR Codes, é uma possibilidade, porque ele não precisa de outras bibliotecas. Verificando se você tem algumas dessas versões, a instalação é bem prática, já que é realizada por meio do pip.

Considerações finais

Amigo(a) leitor(a), como vimos, os QR Codes são um meio relevante para várias áreas. Pois percebemos que eles podem ser usados para pagamentos, compras e neste último tópico sobre o Python vimos que pertinente o seu uso na prática da programação, mesmo que seja de forma simples, é um meio que pode ser utilizado para praticar.

O QR Codes a depender da sua finalidade, pode ser bem útil. Mas não podemos esquecer que não dá para ter total segurança, porque tudo vai depender de onde você encontrado ele, porque muitos Hackers aproveitam desta vasta possibilidade para ter acesso privados aos dados pessoais e aplicar outros golpes.

Não esqueça que não são os QR Codes que possuem malware, e sim as URLs falsos que você poderá ser direcionado caso digitalize um com este vírus. Falamos isso quando encontramos QR Codes prontos e só vamos tirar a foto e ser projetados para outra web, mas imagina saber que a linguagem Python possibilita criar o seu próprio QR Code, as possibilidades que você pode ter. Esperamos que tenham gostado da temática

Referências

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Gerar-Codigos-QRCode-com-Python

https://olhardigital.com.br/2021/04/09/dicas-e-tutoriais/aprenda-como-criar-qr-code-de-tres-maneiras-diferentes/

https://www.tecmundo.com.br/qr-code/19301-os-perigos-dos-qr-codes.htm

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2022/04/22/qr-code-quais-os-riscos-e-formas-de-protecao.htm

https://www.bbc.com/portuguese/geral-61626718

One thought on “QR Codes são realmente seguros?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.